EnglishPortugueseSpanish

por Luciana Leitão


Billy Graham era insubstituível e único, mas o mundo mudou.  Para cada geração, Deus levanta homens e mulheres para servir seu propósito. Essa é uma das maiores lições que Graham deixou para nós.”  Rick Warren

Na última quarta(21) o mundo chorou a morte do pastor e evangelista Billy Graham. Sem dúvida alguma o pregador mereceu essa posição, Graham, além das sua integridade, fidelidade a Deus e simplicidade (enquanto muitos ostentavam posições e riquezas, o pastor preferia uma vida simples, sem luxos ou gastos desnecessários), atraia pessoas para estádios e os alimentava com o Evangelho na sua forma mais simples e, por isso, profunda.

Assim que visualizei uma nota sobre o seu falecimento através de uma publicação feita pelo Twitter: “RIP Billy Graham*, algo começou a me incomodar. Como em oração, perguntei a Deus:

E agora, Deus?! Quem serão os homens e mulheres que servirão de inspiração para aqueles que caminham na fé nessa geração?

A pergunta não foi respondida. Fiquei com ela durante um, dois, três dias até perceber que ela estava errada, eu estava pensando de um modo macro, como se uma só pessoa atendesse todas as demandas do mundo e fosse capaz de ser um super cristão.

Billy Graham foi extraordinário, mas não o único a ser extraordinário. Conheço pessoas que também são, como dois cristãos anônimos que, todos os sábados, visitavam um casal de senhores cegos, abandonados pela família. Levavam comida, limpavam a casa, aparavam as unhas – muitas vezes doentes; depois oravam, cantavam hinos e agradeciam a Deus.

Deus não precisa de grandes homens, mas de pessoas comuns, cristãos integros, gente que não se importa em ter um nome ou posição, ou de mostrarem-se aos outros como donos de uma vida sofisticada e de sucesso.

Infelizmente, andamos distraídos dos nossos propósitos e responsabilidades, esquecemos que somos chamados a levantar a voz em favor do oprimido, de construir abrigo para os órfãos e viúvas. Colocamos demasiados esforços na criação de ambientes para nós mesmos e nos esquecemos das pessoas, dos cenários – tempo e espaço – onde estamos inseridos.

Greg Laurie parece ter compreendido essa verdade antes de mim, quando escreveuNão acho que alguém um dia tomará a posição de Billy. Mas todos nós, a nossa maneira, podemos seguir seu exemplo e proclamar o mesmo Evangelho que ele“.

Que Deus dê coragem e sabedoria a nós – eu e você – e nos encontre dispostos a levantar a bandeira de Cristo em todas as esferas, para abençoar, aconselhar, abraçar, devolver a voz para aqueles que tiveram as suas roubadas; a fim de glorificarmos a Deus como fez, em vida, o nosso irmão Billy Graham.

____

*RIP Billy Graham: Rest In Peace, Billy Graham (descanse em paz, Billy Graham).