EnglishPortugueseSpanish

por Luciana Leitão


Assim que saiu a Lista Mundial de Perseguição 2018, o susto: a Índia passou a ocupar o 11º lugar, posicionando-se entre o Irã e a Arábia Saudita, dois países onde ser/torna-se cristão é considerado inaceitável, digno de prisões e execuções.

Diferente dos países citados acima, a violência contra os cristãos não vem de um governo regido pelas leis islâmicas – apesar da religião estar em crescimento constante na nação – mas de grupos extremistas hindus.

Apesar da Constituição indiana ser tida como secular, cada Estado tem liberdade para definir sua própria política em relação à religião.

Com a abertura para criação de leis, cinco Estados implementaram uma lei chamada anticonversão, a qual proíbe nativos de converterem-se ao cristianismo ou a qualquer outra religião, um modo de criar uma ligação intrínseca entre: a religião hinduísta e o nacionalismo indiano.

De acordo com a organização Portas Abertas, entre 2016 a 2017 foram registrados cerca de 34 ataques contra igrejas, mais de 100 túmulos de cristãos foram danificados e cerca de 600 cristãos foram presos por causa da sua fé.

Um dos grandes responsáveis pelo crescimento desse tipo de perseguição é o apoio do governo indiano que permite e incentiva ataques contra cristãos e contra outras minorias religiosas.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

Oremos para que:

• Deus levante mais missionários para pregar o
Evangelho na Índia;
• Pela conversão de hindus;
• Pelos missionários que estão nessa nação;
• Pelos nossos irmãos indianos, para que sejam
perseverantes e não abandonem a fé em Cristo
• Para que órgãos governamentais criem leis para a proteção dos nossos irmãos em países com
perseguições religiosas