“… ao cheiro das águas, brotará e dará ramos como a planta”. Jó 14:9

Poucos discordam que dos roubos, a infância é o de maior valor.

Ao caminhar entre os vilarejos do Camboja, vê-se crianças que – apesar de serem crianças – já não agem como se fossem. São centenas de infâncias atrofiadas causadas por responsabilidades impostas, pela necessidade de sobrevivência. Apesar dessa realidade, Srey Noch parece nunca ter imaginado sua vida longe de lá. Talvez por desconhecer outros horizontes, outras possibilidades; talvez por querer que sua história seja escrita lá, pra provar que: em terra que semente quase nunca vira flor, a dela vai germinar.

Srey Noch veio de família budista e, como muitas das crianças do vilarejo de Kampomg Speu, já trabalhou numa dessas fábricas de marcas famosas que fazem suas peças pagando quase nada pela mão de obra.

A menina chegou na nossa escola, One Hope, com a ousadia de quem sempre soube o que quer: aprender. Mas sua altura denunciava: Srey Noch tinha mais idade do que poderia para ser aceita numa escola que atende apenas nível primário. Era visível, a menina estava a passos da adolescência e teria que refazer todos anos escolares anteriores, se aceita; ato que seria vergonha para muitos, talvez pior que não saber ler e escrever.

– Eu quero estudar. Eu quero aprender._repetia, como se a sua vontade fosse a única resposta para todas as objeções da vida.

No processo da matrícula, a indecisão sobre tê-la conosco; hesitação que durou apenas até o brilho nos olhos da menina nos convencer.

– Você é a nossa aluna a partir de hoje, Srey Noch.

A menina iluminou-se.

___

Hoje, Srey Noch é uma das melhores alunas da One Hope e, sim, o esforço para alcançar conhecimento, com certeza, é uma das suas características mais marcantes, mas não única.

Com o tempo, a menina começou a interessar-se pela vida e pelos ensinamentos de Jesus. Todas as manhãs de domingo Srey Noch comparece à escola bíblica, Sunday School, e nos intervalos escolares a ouvimos falar sobre a bondade de Deus com outros alunos. Recebemos, recentemente, um pedido da mãe de Srey Noch para que fizéssemos uma visita e compartilhássemos sobre os ensinamentos escritos na Bíblia.

Testemunhamos, com alegria, que Srey Noch não só tem germinado como, também, já começou a entregar seus primeiros frutos nos solos áridos de Kampomg Speu

_

Nota: Srey Noch foi uma das 14(quatorze) pessoas que aceitaram Jesus publicamente através do batismo realizado pela Missão Adore em julho de 2017.


Luciana Leitão, Adore Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *